sábado, 1 de outubro de 2016

Minha neta meu poema

 
Minha neta meu poema
Minha doce inspiração
Amor por mim estimado
Musa da minha canção

Meu pedacinho de luz
Teus olhos vindos do céu
Meu botãozinho de rosa
És meu prémio meu troféu.

Minha neta tão amada
Minha alvorada meu dia
Meu canto de ave encantada
Minha doce melodia

Tens no rosto tal beleza
Que à natureza faz espanto
Tens perfil de uma flor
Minha neta meu encanto

Minha tela começada
A ti te dou meu amor
Meu sonho tão desejado
Minha luta minha dor

Meu sol de cada manhã
A ti te dou minha vida
A maior pena que tenho
É que fui por ti esquecida

Meu amor não foi em vão
O quanto por ti sofri
Deus me deu a recompensa
Pois sei que gostas de mim

O teu amor inocente
Com tanta realidade
Dás-me alegria na vida
E me amas de verdade.


Enviar um comentário

Publicação em destaque

CONTEMPLAÇÃO

CONTEMPLAÇÃO Saltei, brinquei, sorri e chorei Senti o vento por mim a passar. Vi os vaga-lumes no escuro a brilhar. Vi as ma...