sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Amor tardio



Se vieres vem devagar e com jeitinho
Colher do meu jardim a tua flor
Não acordes por favor deixa ficar
No meu peito a essência deste amor

Já é tarde deixa que fique sossegado
No meu peito ele está adormecido
Não o despertes por favor toma cuidado
Deixa-me ao menos eu poder sonhar contigo

Quando o amor nos toca há porta
 e já vem tarde
Já não se pode nele mais ter confiança
Talvez quem sabe ele encontre outro lugar
A onde possa acalentar a sua esperança.


Sem comentários:

Publicação em destaque

Jardim do coração

Roubei o sentimento das palavras O senso de palavras não escrever Como quem mal conhece rosas bravas Recusei o teu perfume receb...