segunda-feira, 18 de julho de 2016

CONVERSA ENTRE FLORE





Levantei-me bem cedinho
Porque ouvia murmurar
Eram as minhas flores
Que estavam a conversar.

Dizia o belo antúrio
Olha bem minha beleza
Logo responde a avenca
O que tu tens é esperteza.

Olhando bem para o alto
Respondeu-lhe o incenso
Como eu tenho utilidade
Sirvo para perfumar
E tenho menos vaidade.

Os catos tão pequeninos
Calem-se todos com isso

Olhem bem para os meus picos
Que mais pareço um ouriço.

Com um grito estridente
Responderam as  orquídeas
Nós enfeitamos a casa à dona
Lhes damos muita alegria
E dela somos amigas.

Com todo o nosso valor
Pois somos muito felizes
Sempre lhe damos flor
Recebemos o carinho
E todo o seu amor.


Eu não podia intervir
Porque estragava a conversa
Mas quando dali sai
Deixei a minha promessa

 Dedicar-me a todas elas
Com a mesma igualdade
Todas me fazem feliz

       E as amo de verdade.


4 comentários:

Mariazita disse...

Nina, querida amiga
Pode-se dizer que as suas flores são grandes conversadeiras! :)))
E há alguma invejazinha entre elas... as marotas, mas deve ser pelo grande amor que têm à dona...
A amiga reproduziu em lindos versos essa conversa, que mais parece "cantigas à desgarrada".
Gostei imenso, assim como adorei o seu comentário na minha "CASA", que agradeço.
Não se preocupe por escrever muito, eu gosto de ler... :)))


Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Nina Filipe disse...

Grata pelo carinho que me dedica, beijinhos de luz e paz.

Evanir disse...

As verdadeiras amizades são como estrelas...
Não as vemos todas as horas,
mas sabemos que elas existem.
E hoje dia do amigo estou aqui
para te deixar um carinhoso abraço.
Agradeço por fazer parte
da minha caminhada.
Deus abençoe vc sempre.
Meu abraço e eterno carinho.
Evanir.

Maria Rodrigues disse...

Tão e florido poema.
Que as suas plantinhas continuem a conversar.
Beijinhos
Maria

Publicação em destaque

CONTEMPLAÇÃO

CONTEMPLAÇÃO Saltei, brinquei, sorri e chorei Senti o vento por mim a passar. Vi os vaga-lumes no escuro a brilhar. Vi as ma...